27/07/2021

A IMPORTÂNCIA DO EXAME CITOPATOLÓGICO E HISTOPATOLÓGICO

Em Citopatologia examinam-se as células derivadas dos tecidos que constituem os órgãos, obtidos por aspiração das cavidades do corpo, por raspagem como na pele e no colo uterino e ainda por punção aspirativa como na tireoide e em alguns tumores. Esse estudo é feito após preparações em lâminas, com técnicas específicas para cada caso. Os exames podem revelar então casos de processos inflamatórios, células atípicas que podem caracterizar lesões pré-cancerosas, e câncer. Daí o largo emprego desse método para avaliar a saúde do colo uterino, conhecido como Papanicolaou (nome do criador do método). O método é usado também para estudo das secreções brônquio-pulmonares, das punções em lesões da tireoide e das mamas, por exemplo. Em Histopatologia estudam-se os tecidos em preparações sofisticadas, de grande apuro tecnológico e com vastas aplicações em biópsias, em peças cirúrgicas e em necropsias. São analisadas as células em organização que constituem os chamados tecidos. A avaliação depende da profundidade do estudo podendo, hoje, chegar às constituições genéticas das células e de parasitas celulares como bactérias, fungos, protozoários e alguns vírus. A colaboração da Anatomia Patológica na cadeia dos processos dos diagnósticos das doenças é de grande importância, o que determinará a maior precisão na indicação da terapia, medicamentosa, cirúrgica, etc. Hoje a Anatomia Patológica é considerada com indispensável para uma boa atividade médica com sucesso.